sábado, 6 de julho de 2013

Excelente reportagem do site "JiuJitsuportugal" , a varios professores.

De todas as pessoas no mundo, os atletas parecem entender o conceito de motivação mais do que ninguém. Existe uma razão para esta afirmação: é que todas as manhãs levantam-se com o objetivo de se superarem. No entanto, quando esta motivação é afectada, os atletas vêem a sua performance e eficácia diminuída. Mais que nunca, hoje aceita-se que a motivação é o maior motor da vontade, e que esta faz “milagres”. Como tal e numa altura em que em Portugal temos eventos de Jiu-Jitsu quase mensalmente (por vezes temos mais do que um evento no mesmo mês) fomos ouvir o que pensam os professores da Arte Suave, sobre motivação.

Assim, questionámo-los com base em três perguntas simples:
1 – O que deve um professor fazer quando o aluno/ atleta perde num campeonato?
2 – Como é que o motivas para continuar a competir?
3 – Por outro lado, costumas premiar os que ganham? Como?


Pedro Pereira - Brasa Felipe Costa Portugal (JiuJitsuPortugal.com)
Pedro Pereira – Brasa Felipe Costa Portugal (JiuJitsuPortugal.com)

Pedro Pereira – Brasa Felipe Costa Portugal

1 - As competições perdem-se e ganham-se, ninguém é invencível. Haverá mais campeonatos pela frente, é não baixar a cabeça e continuar a trabalhar.
2 – Bom, em relação á competição, acho que só deve competir quem quer, não obrigo ninguém. Esta modalidade, tem várias opções: uns treinam apenas para manter a forma física, outros para defesa pessoal, etc. Lógico que digo sempre aos atletas, para pelo menos experimentarem, devido á parte mental e psicológica que as competições têm mas isso é uma decisão exclusiva deles.
3 - Apenas com um “parabéns”! Sei que existem academias, que dão logo graduações e faixas. Não acho que seja justo porque a vitória num campeonato, não significa que o atleta, tenha atingido os parâmetros técnicos (quedas, raspagens, finalizações, defesa pessoal, etc.), para passar de faixa ou apenas receber graus. Até porque acho que numa luta de campeonato, não se utiliza nem metade das técnicas desta modalidade. Na minha opinião 50% é parte mental, os outros 50% são técnicas.